O que é overbooking? Quais os segredos do overbooking?

Indenizar > Overbooking >

O que é overbooking? Quais os segredos do overbooking?

O que é overbooking? Quais os segredos? Já aconteceu com todo mundo: você chega ao portão e acontece que há mais passageiros que querem voar do que lugares no avião. Você não seria a primeira pessoa a ter o pensamento de que, “Bem, se você tem apenas 200 lugares, por que você venderia mais de 200 passagens?” Acontece, no entanto, que existem algumas excelentes razões por fazer isso, movido a dinheiro, eficiência e muita análise estatística. A decisão de fazer overbooking é movida exclusivamente à dinheiro.

O fato é que nem todo mundo que compra passagem comparece ao aeroporto para voar. Em média, o número de pessoas que não comparecem aos vôos é de cerca de 5%, mas, em certas circunstâncias, esse número pode chegar a 15%. Obviamente, isso coloca as companhias aéreas em uma posição interessante para ganhar mais dinheiro.

Às vezes, muitas pessoas comparecem ao voo. Normalmente, isso é resolvido pedindo às pessoas que se voluntariem para não voar, mas isso nem sempre funciona.

A coisa é, quando você reservar um voo, você reserva uma passagem de avião de, digamos, Belo Horizonte para São Paulo. Você geralmente escolhe qual plano você quer seguir. Você pode até escolher um assento, mas, tecnicamente, não está comprando aquele lugar específico naquele voo específico. Você está comprando uma viagem de uma cidade para outra. Se você estiver vindo do Rio de Janeiro e perder sua conexão em Belo Horizonte, por exemplo, a companhia aérea geralmente fará uma nova reserva em um voo diferente sem custos adicionais. O mesmo acontece geralmente se você chegar 10 minutos atrasado por causa do trânsito.

O que a companhia aérea faz se vender 200 bilhetes e alguns de seus passageiros não comparecer ao vôo?

Uma opção seria voar com lugares vazios, mas esse é o pior cenário possível em uma indústria que pode ter uma margem de lucro de apenas 1%. Do ponto de vista financeiro, isso causa perda de receita (um avião voando com menos que a capacidade total é um desperdício de dinheiro). Mais importante, os bilhetes não utilizados causam um passivo no balanço – os tickets que você vendeu ainda são válidos, mas você não sabe exatamente quando os passageiros aparecerão para tentar reservar novamente seus lugares.

Para tentar evitar isso, as companhias aéreas usam uma grande quantidade de dados estatísticos para tentar garantir que os vôos sejam os mais completos possíveis, e se eles maximizam a satisfação do cliente, eles geralmente acertam.

Quando as pessoas não aparecem

Você pode ter visto uma companhia aérea oferecer a alguém R$ 500 para voluntariamente desistir de seu assento em um voo porque está com overbooking. Se você estiver indo a um velório, a uma reunião importante ou a um médico que está no seu caminho para ver um paciente, talvez ele não aceite ficar e receber o dinheiro. Se você está de férias, no entanto, e calcula que RS $ 500 para gastar, você pode estar disposto a aceitar essa proposta e sair do avião.

“O dinheiro que oferecemos aos passageiros para que abdiquem de seus assentos faz todo o sentido para nós”, diz George, um estatístico que trabalha em uma grande companhia aérea, mas que deseja permanecer anônimo. “É muito mais barato dar a alguém um voucher de viagem de R$ 500 de vez em quando, do que permitir que os aviões voem com menos que a capacidade total.”

Tornando o overbooking previsível

“Acontece que muito sobre viagens de negócios é previsível. Se há uma final de GP BRASIL DE F1 acontecendo em São Paulo, muitas vezes vemos um aumento acentuado na porcentagem de pessoas que realmente usam seus ingressos. A razão é simples: se você tiver um ingresso para o GP BRASIL DE F1, não vai querer perder o evento, então você usará seu bilhete de avião. Quando isso acontece, estamos cientes disso e ajustamos nossos modelos para garantir que haja uma porcentagem menor de overbooking ”, diz George. “A razão é que há uma desvantagem muito maior em não deixar as pessoas voarem. O custo de RP (problemas com a imagem da cia aérea) de alguém que não chega ao GP BRASIL DE F1 é maior do que voar com um ou dois lugares vazios. ”

“Da mesma forma, vemos um enorme pico em torno do Dia de Ação de Graças e do Natal”, continua George. “Quando as pessoas voam para casa nos feriados, o número de pessoas que não usam os ingressos cai significativamente. E, muito parecido quando o GP BRASIL DE F1 acontece, a desvantagem para nós se alguém não consegue chegar em casa para o Natal é significativo. Na pior das hipóteses, alguém faz uma anotação mental de nunca mais voar conosco.

Em uma terça-feira normal, no entanto, a situação é diferente; as pessoas podem – e muitas vezes perdem voos por várias razões, seja por causa de atrasos nos vôos de conexão, um acidente de trânsito a caminho do aeroporto ou algo acontecendo na vida das pessoas, o que significa que não podem viajar ou priorizam outra coisa em suas vidas acima de ir para o aeroporto.

“Passagens baratas são a nossa maneira de tentar resolver algumas dessas coisas”, George nos diz. “Com os bilhetes não flexíveis, estamos dando a você uma grande oferta em viagens aéreas, mas atribuímos uma penalidade significativa para não comparecer ao seu voo: eles são caros para refazer a reserva e, se você perder seu voo, precisará compre outro. ”

Juntando o quebra-cabeça do overbooking

No processo de ter diferentes tipos de passagens, as companhias aéreas criaram uma maneira de os passageiros se auto-selecionarem em diferentes categorias de risco.

“Se você comprar uma passagem para a classe Y”, diz George, referindo-se à classificação de passagens não flexíveis da companhia aérea, “você nos deu uma informação. Isso ajuda a informar o quanto você corre o risco de não comparecer ao voo. Eu trabalho com um enorme conjunto de dados que remonta a décadas, o que significa que se você voar no dia 11 de abril em um voo direto de São Paulo para Brasília sem conexões aéreas em um bilhete econômico, a previsão do tempo é calma, eu posso dizer com uma precisão estatística bem alta que você vai estar no assento 17A quando o avião decolar. ”

O problema, claro, é que tudo isso é estatística, e todas as estatísticas vêm com uma margem de erro.

“Tentamos corrigir nossas margens de erro. Se calcularmos erroneamente de uma maneira que resulte em lugares vazios, esperamos que haja pessoas em tickets de reserva que possam preencher os assentos ”, explica George. “Se errarmos na direção contrária, normalmente há alguns passageiros que estão dispostos a comprar um vale de cem dólares e um quarto de hotel para compensar.”

“É claro que podemos mudar nosso modelo financeiro de forma que todos tenham sempre garantido um assento no voo reservado: significa vender 180 passagens para um avião de 200 assentos. Os 20 bilhetes restantes seriam para pessoas que foram atrasadas por um avião anterior, ou que por outras razões precisam ser remarcadas. Mas fazer isso tornaria o preço por passagem muito mais caro ”, explica George, e me diz que os assentos das companhias aéreas são basicamente bens intercambiáveis: não importa se o tubo de metal em que você está voando tem escrito Latam, GOL ou  Azul, contanto que você voei de um lugar para outro.

Em última análise, a viagem aérea é um negócio extremamente agressivo e de baixa margem de lucro. Se a companhia aérea de George mudar seu modelo de reserva para garantir que todos voem, em breve eles estarão voando principalmente aviões vazios. E logo depois disso, eles provavelmente não estarão voando. Algumas pessoas estão dispostas a comprar bilhetes para uma companhia aérea que é 20% mais cara… Mas não o suficiente para torná-la viável.

Mas afina, o que é overbooking, depois desse texto todo?

Overbooking é quando uma empresa vende mais passagens, ingressos ou bilhetes do que um avião, teatro ou cinema tem de capacidade. E essa decisão de fazer overbooking é uma decisão consciente e pensada em dinheiro. Simples, assim!

Agora que você já sabe como são arquitetados os overbooking, e caso tenha passado por algum, podemos ajudar você a receber sua indenização por overbooking. 

 

Teve problema com voo cancelado, atrasado ou overbooking?

Comentários